Site em Manutenção

1999 Compra de estruturas da Cooperativa Pindorama

Xanxerê já foi sede do município de Chapecó, emancipando-se em 1954. A cidade recebeu o título de “Capital Estadual do Milho”, graças ao seu grande potencial na agricultura e a um dos melhores climas do Brasil para a produção do cereal. A microrregião é uma das poucas áreas agrícolas de Santa Catarina onde há uma predominância de áreas planas para o desenvolvimento da agricultura mecanizável. E Abelardo Luz, vizinha a Xanxerê, é considerada Capital Nacional da Semente de Soja. Foi em Xanxerê que, no início dos anos 1980, a Alfa foi chamada pelo INCRA para fazer uma intervenção de auxílio à recuperação de uma cooperativa: a Cooper Pindorama. Madar Perin, associado em Xaxim, ex-colaborador Alfa, esclarece como decorreu: “A intervenção na Pindorama na década de 1980 ocorreu porque a cooperativa estava com dificuldades. Aí o INCRA convidou a Alfa para auxiliar, junto com o Banco do Brasil. Fomos lá: eu de gerente, o Fin ia todo dia também, o Rotava era chefe do armazém e o Clóvis Zanoto era balanceiro. Fomos trabalhando em paralelo, colocando todas as contas em dia, acertando com os agricultores. Quando estava tudo em dia, a Pindorama retomou as operações. Muitos anos depois, quando ela estava novamente em dificuldades, a Alfa comprou uma parte das estruturas.” Altamiro Rubert, de Ipuaçu, lembra desse momento de dificuldades da cooperativa. “Eu fui sócio da Pindorama por vários anos. Aí, no início da década de 1980 ela passou por um momento de crise bem feio. Ela acabou ficando com algumas pendências conosco, que até interferiram no banco na hora de conseguir financiamento para construir nossa casa. Isso me desanimou com cooperativas. Mas daí tinha um técnico da Alfa ali na filial do Toldo que me dizia ‘Vem trabalhar com nós, aqui é diferente, é mais seguro’. Como eu conhecia a fama do Aury Bodanese de bom administrador, resolvi me associar, isso em 1986. Estamos até hoje, com o espírito cooperativista renovado.”
Mais de uma década depois, em 1999, a Alfa adquiriu algumas estruturas daquela cooperativa, que segue funcionando. Quem também reforça a seriedade da Alfa é Alcides Tramontin, de São Bernardino. Ao contrário de muitos pais que passam o amor pela Alfa para os filhos, ele se associou a Alfa por indicação do filho. “Eu era associado da Pindorama. Depois me associei em outra. Em 1986, o meu filho Paulo já era associado da Alfa e me dizia que era uma cooperativa forte e séria. Então, eu me associei também. Dali em diante, passei a entregar tudo para a Alfa.” Mário Lanznaster esclarece sobre essa aquisição: “Compramos algumas estruturas, principalmente porque precisávamos da soja para fazer frente à concorrência de outras cooperativas que estavam chegando no estado. A região sempre foi uma boa produtora do cereal e temos colhido bons resultados com esta negociação.” A importância dessa região para a Cooperalfa se dá principalmente pelo microclima propício à produção de sementes, de lavouras muito mecanizadas e com alta produção de grãos, sendo que grande parte dos agricultores já adotaram a Agricultura de Precisão.

Ir para o Topo