Site em Manutenção

Lançamento de livro sobre cooperativismo tem debate com presidente da Cooperalfa e da Aurora Coop

Na noite de 25 de maio, foi lançado, no Salão Nobre da Unochapecó, durante a XIX Semana Acadêmica de Agronomia da Universidade, em Chapecó – SC, o livro “Cooperativismo e Associativismo em Santa Catarina no Contexto da Imigração Alemã para o Sul do Brasil”. Além da apresentação da obra, houve um debate sobre cooperativismo com o professor Celso Zarpelon (criador do QT Rural), o presidente da Cooperalfa Romeo Bet e o presidente da Aurora Coop, Neivor Canton, que rendeu muitas memórias e conexão com a história do cooperativismo.

 O professor Zarpelon abriu a sua apresentação resgatando os primórdios do programa QT Rural (programa de qualidade que implantou uma nova forma de administração do negócio agrícola, em que a propriedade passa a ser vista como uma empresa rural), manifestando gratidão e reconhecimento ao presidente da Alfa, Romeo Bet, que na época (1996), então prefeito de Planalto Alegre – SC, foi o único chefe de executivo municipal na região a dar um voto de confiança no projeto piloto. “Além de apoiar, ele logo encampou a ideia e até disponibilizou a sua propriedade para a implantação do programa, o que motivou novos governantes a investir nesse projeto que significou um novo repensar nas propriedades rurais do Oeste Catarinense, transformando vidas no campo”.

O presidente da Cooperalfa, Romeo Bet, agradeceu e disse que tudo que fez sempre esteve, acima de tudo, o interesse da cooperativa. “Como líderes cooperativistas, somos meros administradores de um negócio coletivo, e o que faz bem para esse grande universo, precisamos apoiar, e naquela época o QT Rural surgiu como uma luz, que brilha até hoje”. Bet também sugeriu aos jovens universitários, que nunca desistam de seus sonhos. “Com propósito, dedicação e honestidade vocês terão sucesso”.

 O presidente da Aurora Coop, Neivor Canton, informou que cerca de 50% das 76 mil famílias, ligadas ao sistema, fizeram o programa de qualidade em suas propriedades. Segundo ele, ainda tem muito para evoluir. Canton arriscou dizer que “as meninas voltaram a olhar com outros olhos para os meninos e para o campo, depois que começaram a vislumbrar novas possibilidades e mais qualidade de vida nas propriedades”. Sobre o cooperativismo, Canton disse que graças a “essa força”, o agro brasileiro despontou para o mundo. “Temos orgulho de ser Aurora”. Aos autores do livro sobre cooperativismo lançado durante o evento, o presidente da Aurora Coop parabenizou e agradeceu a dedicação em deixar esse legado às futuras gerações e contribuir para a perpetuidade do sistema.

Além de duas entrevistas, a obra contempla 15 artigos sobre diversos ramos do cooperativismo e 11 relatos de experiências. Um dos objetivos da publicação de 438 páginas, inédita nesse formato, é democratizar artigos científicos e oportunizar o compartilhamento de diferentes experiências de associativismo com cooperativas, escolas, instituições e interessados no tema, buscando fomentar os valores da cooperação e novas produções sobre o tema. Os artigos falam sobre diversos ramos do cooperativismo e diferentes projetos que cooperativas colocam em prática em Santa Catarina.

A publicação da Editora Oikos, de São Leopoldo – RS, contou com a organização de Elisandra Forneck; Leandro Mayer e Gilvan Kern, além da participação de cerca de quarenta autores. E o apoio financeiro da Fecoagro; Cooperativa Ceraçá e BRDE, através da Lei de Incentivo à Cultura. 

A edição teve uma tiragem de 1500 exemplares, distribuídos gratuitamente nos eventos de lançamento, e no formato de e-book pode ser acessado no:

https://oikoseditora.com.br/files/Cooperativismo%20e%20associativismo%20em%20SC%20-%20E-BOOK.pdf

 O livro também tem recursos de acessibilidade (áudio livro), podendo ser acessado por pessoas com deficiência visual ou dificuldades de leitura. 

Assessoria de Imprensa Cooperalfa

Ir para o Topo