Aury Luiz Bodanese (em memória)

Presidente da Cooperalfa entre 1967 e 1997

Aury Luiz Bodanese nasceu no dia 03 de julho de 1934, em Linha Tapir, Barão do Cotegipe, Rio Grande do Sul. Neto de imigrantes italianos vindos do Vêneto em l870 e filho de pequenos comerciantes (Guilherme e Angelina Bodanese), Aury chegou com a família ao Alto da Serra, interior de Chapecó, SC, no ano de l956. Em 1961, casou-se com Zelinda Santa Catarina Bodanese, com quem teve quatro filhos: Bernardete, Bruno, Beatriz e Berenice. Foi vereador de Chapecó entre os anos de 1966 e 1970.

A história de Bodanese se confunde com muitas outras vividas por imigrantes que na época vinham para o oeste de Santa Catarina em busca de novas perspectivas de vida. Bodanese sempre foi um homem de personalidade forte e iniciativa. Logo na infância começou a trabalhar como vendedor de frutas e entregador de jornal. Aos 15 anos era motorista de caminhão e com 20 anos prestou serviço militar em Uruguaiana. Durante sua trajetória profissional, teve grandes participações na comunidade, como representante político e empreendedor. Em 1967, assumiu a presidência da Cooperativa Mista Agropastoril de Chapecó Ltda. ( hoje Cooperalfa), mesmo ano de falecimento de seu pai.

Comerciante de olhar aguçado, atento às oportunidades e empreendedor visionário, Aury destacou-se no meio rural. Amigo de agricultores e reverenciador da atividade agrícola, por sua importância no desenvolvimento social e econômico da região, Bodanese foi um precursor do cooperativismo em Santa Catarina. Seja pelo impecável exemplo, pela memória, pelo tino administrativo ou pela defesa aos agricultores, Aury Luiz Bodanese será sempre uma referência. Esteve à frente da criação da Cooperalfa (1967), da Cooperativa Central Aurora (1969), da Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB (1969), da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina – OCESC (1971), da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina – FECOAGRO (1975) e da Credialfa – hoje Sicoob MaxiCrédito ( 1984).

Foi conselheiro de várias entidades representativas do agronegócio e do cooperativismo. Recebeu vários diplomas e títulos de destaque pelo apoio e amizade dedicados à comunidade local e regional. Era respeitado por governos, associados e lideranças nacionais. Com essa dinamicidade, Aury Bodanese se tornou referência como líder e empreendedor. Mas sua experiência continua presente no desenvolvimento da região.  Bodanese faleceu em 30 de janeiro de 2003, em Chapecó – SC, deixando o legado de “capitão do cooperativismo”.

Participações 

  • Sócio honorário e fundador, em 20 de setembro de 1958, do Clube Esportivo e Recreativo Alegria, do Alto da Serra, Chapecó/SC. Também foi presidente na gestão de 19 de janeiro de 1966 a 02 de fevereiro de 1967;
  • 1967-1997: sócio fundador e presidente da Cooperalfa de 29 de outubro de 1967 a 30 de janeiro de 1997;
  • 15 de abril de 1969: fundador da Cooperativa Central Oeste Catarinense Ltda. Foi presidente entre 1969 e 1972, e entre 1983 e 2003. Enquanto presidente da Aurora, foi idealizador e fundador do Frigorífico de Aves em Maravilha, inaugurado em 26 de fevereiro de 1988; idealizador e fundador do frigorífico Abatedouro de Suínos da Coopercentral, em Chapecó, Linha Tomazelli, inaugurado em 11 de dezembro de 1992; idealizador e fundador do Frigorífico Abatedouro e Industrialização da Coopercentral em São Gabriel do Oeste/MS, inaugurado em 14 de novembro de 1996; idealizador e fundador do Frigorífico de Aves da Coopercentral em Quilombo, inaugurado em 20 de dezembro de 1996;
  • Foi um grande incentivador da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina – OCESC, criada em 1970; foi primeiro diretor vice-presidente entre 1973 e 1978, e entre 1984 e 1987; eleito vice-presidente para a gestão 1993-1996;
  • Em 1970, participa em Chapecó do I Congresso Catarinense de Cooperativismo. Nesse mês também é inaugurada a primeira sede própria da Cooperchapecó;
  • Entre 1970 e 1975, participou do Programa de Desenvolvimento das Cooperativas do Oeste de Santa Catarina – PROESTE, promovendo a fusão e incorporação de várias cooperativas. Uma delas foi a união da Cooperchapecó com e Cooperxaxiense, resultando na Cooperalfa;
  • Em 1972, foi sócio fundador do Sindicato Rural de Chapecó;
  • Sócio Benemérito do Clube Recreativo Chapecoense, de Chapecó, desde 05 de dezembro de 1972;
  • É um dos fundadores da Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina – FECOAGRO. Em 1975; foi diretor presidente entre 1975 e 1981; diretor conselheiro entre 1981 e 1984; vice-presidente entre 1985 e 1987; foi membro do conselho de administração entre 1988 e 1991; eleito diretor presidente entre 1991 e 1994;
  • Sócio fundador, em agosto de 1975, da Associação Atlética e Recreativa Alfa – AARA;
  • Em 14 de agosto de 1975, participa em Florianópolis/SC, do Congresso Catarinense de Cooperativismo, promovido pela Organização das Cooperativas do estado de Santa Catarina – OCESC;
  • Em março de 1979, participa da fundação da Sociedade Esportiva e Recreativa Aurora – SERA;
  • Entre 1979 e 1995, Aury realizou vários intercâmbios e viagens de negócios e de conhecimento para outros países, como Alemanha, Estados Unidos da América, Argentina, França, Portugal, Itália, Espanha, Holanda, Inglaterra e Dinamarca;
  • Em agosto de 1980, participa do 1º Encontro Socioeconômico Santa Catarina/São Paulo, promovido pelo governo do estado de Santa Catarina;
  • Em 06 de junho de 1980, foi eleito membro da diretoria, no cargo de tesoureiro do Sindicato das Indústrias de Carnes e derivados o Estado de Santa Catarina – Sindicarne;
  • Em maio de 1983, é eleito Conselheiro Fiscal da Associação das Indústrias de Carnes e derivados do Estado de Santa Catarina e, em 1986, reeleito;
  • Em outubro de 1984, participa da fundação da Cooperativa de Consumo dos Funcionários da Coopercentral e Cooperalfa;
  • No dia 16 de novembro de 1984, participa da fundação da Credialfa, depois Sicoob MaxiCrédito;
  • Em julho de 1986. Foi eleito membro do Conselho Deliberativo do Centro das Indústrias do Estado de Santa Catarina – CIESC, e reeleito em 1989;
  • No dia 25 de novembro de 1987 foi eleito conselheiro da Cooperativa Central de Crédito Rural de Santa Catarina – COCECRER, que mais tarde se tornaria Sicoob Central SC/RS;
  • Em 26 de novembro 1987, foi eleito vice-presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos Derivados de Suínos, para a gestão 1988/89, e reeleito para a gestão 1990/1991;
  • Em 1995, iniciam as atividades da Fundação Aury Luiz Bodanese, tendo como mantenedora a Cooperativa Central Aurora;
  • Aury foi durante décadas membro do Lions Clube de Chapecó.

Homenagens

  • Em 1976/1977, foi destaque internacional na VI edição do livro QUEM É QUEM, com circulação internacional, por sua contribuição pelo engrandecimento e pela projeção de nosso país;
  • Em 1978 é destaque em Genebra, Suíça, onde é incluído no Registro Internacional de QUEM É QUEM, como distinção e Membro Proeminente;
  • Em outubro de 1980, recebe destaque em Witness, Miami, Flórida, Estados Unidos da América, como Notável Talento e serviços prestados aos instrutores e membros do DALE CARNEGIE CLASS;
  • No dia 26 de julho de 1980, é distinguido pela Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina com a COMENDA ORDEM DO MÉRITO COOPERATIVO CATARINENSE;
  • Em 11 de abril de 1986, a Câmera Municipal de Vereadores de Águas de Chapecó, em sessão solene concede-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO DE ÁGUAS DE CHAPECÓ;
  • No dia 27 de julho de 1988, a Câmera Municipal de Vereadores de Maravilha, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO DE MARAVILHA;
  • Em 28 de junho de 1989, recebe pela Lei nº 7650 do Governo do Estado, o título de CIDADÃO CATARINENSE, com votação unânime da Assembleia Legislativa do estado;
  • Em 25 de setembro de 1989, foi distinguido com o troféu AMIGO DA COMUNIDADE 1989, entre 10 personalidades do estado, na comemoração do 10º aniversário da Rede Brasil Sul – RBS em Santa Catarina;
  • Em outubro de 1990, foi distinguido pelo Jornal Financeiro Gazeta Mercantil como Líder Nacional no setor de alimentos;
  • No dia 27 de abril de 1990, a Câmera de Vereadores de Chapecó, em sessão solene, Decreto Legislativo nº 007/89, concedeu-lhe o título honorífico de CIDADÃO CHAPECONSE pelos relevantes serviços prestados a Comunidade do Município e ao Cooperativismo Catarinense e Nacional;
  • Em 21 de dezembro de 1990, a Câmera Municipal de Vereadores de Xaxim, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO XAXINENSE;
  • No ano de 1991, foi distinguido pelo Balanço Anual/91, da Gazeta Mercantil, como Líder Empresarial Nacional no setor de alimentos;
  • Em 12 de julho de 1991, a Câmera Municipal de Vereadores de São Lourenço do Oeste, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO LOURENCIANO;
  • Em setembro de 1991, quando da sua estada na Itália, é homenageado como “Comendador” pelo Dr. Tarcísio Andreolli, presidente da província de “Regione Trentino-Alto Adige”;
  • Em 13 de janeiro de 1992, recebe destaque com a honraria GENTE QUE FAZ, na Rede Bandeirantes de Televisão, em nível nacional, relatando sua história de liderança e vocação empreendedora na Cooperalfa e Coopercentral;
  • No dia 25 de junho de 1993, a Câmera Municipal de Vereadores de Campo Erê, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO DE CAMPO ERÊ;
  • No dia 17 de setembro de 1993, foi distinguido com o troféu PIONEIROS CATARINENSES, promovido pela Revista Expressão, Governo do Estado e Federação das Indústrias do estado de Santa Catarina – FIESC;
  • No dia 25 de julho de 1994, recebe homenagem da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina – Fecoagro por ser fundador, grande incentivador e presidente por três gestões;
  • Em 1994, recebe da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina – FIESC, na categoria de 1º lugar à Coopercentral, o Prêmio Santa Catarina de Incentivo à Qualidade e à Produtividade;
  • No dia 16 de dezembro de 1994, pelo Decreto MMM-212/94, do Governo do Estado, recebe a Medalha Mérito ANITA GARIBALDI;
  • Em 3 de junho de 1996, é homenageado em Chapecó pela Associação Catarinense de Citricultores – ACACITRUS, pelo trabalho de desenvolvimento da citricultura em Chapecó e em Santa Catarina;
  • Em dezembro de 1996, é agraciado com o troféu “Nelson Galina” como empresário do ano de 1996, conferido pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó – ACIC;
  • No dia 28 de novembro de 1997 foi distinguido pela Confederação Nacional da Indústria – CNI, com a maior honraria do setor empresarial brasileiro: COMENDA DA ORDEM DO MÉRITO INDUSTRIAL. A comenda foi entregue em 23 de junho de 1999, em solenidade especial na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina;
  • No dia 21 de agosto de 1998, a Câmera Municipal de Vereadores de Pinhalzinho, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO PINHALENSE;
  • Em 11 de setembro de 1998, a Câmera Municipal de Vereadores de Joaçaba, em sessão solene, concedeu-lhe a Medalha da Ordem do Mérito Cruzeiro;
  • No dia 12 de dezembro de 1998, a Câmera Municipal de Vereadores de Guatambu, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO DE GUATAMBU;
  • Em 12 de maio de 1999, a Câmera Municipal de Vereadores de São Gabriel do Oeste/MS, em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO;
  • Em 26 de maio de 1999, a Câmera Municipal de Vereadores de São Miguel do Oeste, em sessão solene, concedeu-lhe o título de PERSONALIDADE INDUSTRIAL;
  • No dia 02 de julho de 1999: a Câmera Municipal de Vereadores de Quilombo em sessão solene, concedeu-lhe o título de CIDADÃO HONORÁRIO DE QUILOMBO;
  • A LEI Nº 13.531, de 19 de outubro de 2005, denomina Aury Luiz Bodanesea Rodovia SC- 459, trecho compreendido entre os municípios de Xaxim, Lajeado Grande e Marema. A rodovia foi inaugurada em 13 de novembro de 2009;
  • Em homenagem póstuma, foi escolhido Personalidade Ambiental 18º Prêmio Expressão de Ecologia (2010 – 2009), promovido pela Editora Expressão.